Sergipe ultrapassa marca de 120 mil empresas abertas

Dados revelam crescimento de 16,9% no número de empreendimentos criados em 2020

Sergipe bateu em 2020 um novo recorde de empresas em funcionamento. Um levantamento feito pelo Sebrae com base nos dados do Mapa de Empresas, divulgado pelo Ministério da Economia, mostra que o estado encerrou o ano com 122.781 empreendimentos ativos.

De acordo com a ferramenta do governo federal, foram criados 23.835 negócios formais em território sergipano no ano passado, um crescimento de 16,8% em relação a 2019, quando surgiram 20.401 novas empresas

O Mapa mostra ainda que ao longo de 2020 foram extintos 6.827 empreendimentos, uma queda de 11,2% quando comparado a 2019. Naquele ano haviam sido fechadas 7.748 empresas. Com isso, estado teve um saldo positivo de pouco mais de 17 mil novos negócios abertos ao final de 2020.

Um outro dado positivo apontado pelo levantamento é em relação à queda no tempo médio necessário para abrir uma empresa. Em 2020, de acordo com o Mapa, esse procedimento em Sergipe levou 1 dia e 5 horas para ser realizado, o que representa uma diminuição de 23,6% em relação a 2019, quando eram necessários 1 dia e 14 horas para abrir um negócio no estado.

Dessa forma, Sergipe ocupa o primeiro lugar no ranking entre as unidades da federação com o menor tempo necessário para realizar a realização desse procedimento. Para se ter uma ideia sobre a agilidade desse processo, a média nacional foi de 2 dias e 13 horas em 2020.

Um dos motivos que explicam esses resultados é a parceria entre a instituição e a Junta Comercial de Sergipe (Jucese) na implementação do Agiliza Sergipe, uma ferramenta que integra todos os órgãos envolvidos nos processos de abertura e fechamento de empresas.

MEI é destaque

Entre as empresas abertas em 2020, o grande destaque ficou por conta dos microempreendedores individuais (MEI). De acordo com os dados do Ministério, foi verificado o registro de 14.386 MEIs em 2020, representando um aumento de 37,6% em relação ao ano de 2019.

Com isso, essa categoria de empreendedores chegou ao total de 72.872 negócios ativos no estado. O MEI representa hoje 59,3% das empresas em atividade em Sergipe e 60,3% e das empresas abertas no ano de 2020

“Os dados revelam que mesmo em um cenário de adversidades as pessoas estão buscando empreender, seja por oportunidade ou por necessidade. Esses pequenos negócios que estão surgindo precisam de apoio para continuar sobrevivendo, como o acesso facilitado ao crédito. Por outro lado, é preciso também que os empreendedores busquem se capacitar para conseguir gerenciar melhor suas atividades”, ressalta o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado.

As atividades econômicas mais exploradas pelas empresas abertas no ano de 2020 foram o comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (1.622 empresas), cabeleireiros, manicure e pedicure (1.048 empresas abertas), promotores de vendas (925 empresas abertas), restaurantes e similares (916 empresas abertas).