Sebrae vai capacitar comerciantes do Ponto do Caranguejo

Profissionais serão beneficiados com cursos e palestras para melhorar gestão do negócio

Uma parceria entre o Sebrae e a Prefeitura de Aracaju irá garantir a capacitação gratuita dos permissionários que irão comercializar crustáceos no novo Ponto do Caranguejo, inaugurado no Mercado Municipal Virgínia Franco. Os comerciantes serão beneficiados com cursos e palestras para melhorar a gestão de seus negócios, além de ter acesso a consultorias de boas práticas na manipulação de alimentos.

Eles terão a oportunidade de receber orientações sobre finanças, empreendedorismo, marketing, formação de preços, vendas, planejamento e atendimento ao cliente. A ideia é prepara-los para profissionalizar a gestão desses empreendimentos, tornando-os mais rentáveis.

“A inauguração deste Ponto traz novas perspectivas para os permissionários, já que com a reforma do espaço teremos um aumento do fluxo de clientes. A oferta dessas capacitações vai permitir que eles consigam aproveitar essa oportunidade, aumentando o faturamento e dessa forma melhorando sua condição de vida”, explica o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado.

Além das capacitações gerenciais, a parceria também irá garantir a oferta de consultorias tecnológicas sobre boas práticas de manipulação de alimentos, orientando os permissionários sobre a importância da implementação dos procedimentos higiênico-sanitários instituídos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e previstos em lei. Eles terão acesso a informações sobre o processo adequado de armazenamento e conservação dos crustáceos, além de conceitos e práticas que irão ajuda-los a aprimorar o negócio.

“Com esse trabalho estamos buscando melhorar a qualidade de vida desses profissionais, oferecendo a chance para que eles aumentem suas vendas e, consequentemente, o seu faturamento. É mais um passo importante que está sendo dado para fortalecer o empreendedorismo em nossa cidade”, destaca o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

Formalização

Um outro foco do Sebrae será o estímulo à formalização dos permissionários como microempreendedores individuais (MEI). O MEI é a categoria jurídica direcionada às pessoas que trabalham por conta própria, faturam até R$ 81 mil ao ano, não possuem participação em outras empresas como sócio ou titular e empregam no máximo um funcionário recebendo o salário mínimo ou o piso da categoria.

Mediante o pagamento de uma taxa mensal de no máximo R$ 61 o trabalhador passa a contar com auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria após 15 anos de serviço e pensão por morte. Outros benefícios importantes são poder vender para o governo, ter acesso facilitado aos serviços bancários e linhas de crédito.

Para Gênio Santos um dos permissionários que atuarão no novo espaço, essas ações trazem novas perspectivas para os comerciantes. “Ficamos felizes com esse reconhecimento e agora nos sentimos valorizados. Essa ajuda será importante porque a venda do caranguejo é a única fonte de renda de muitas famílias e por isso precisamos de apoio para continuar trabalhando”.