Programa quer estimular empreendedorismo entre as sergipanas

Ações serão desenvolvidas durante 21 meses e beneficiarão 30 empreendedoras

O Sebrae vai desenvolver um programa para estimular o público feminino sergipano a empreender e a gerenciar melhor os seus negócios. A iniciativa, chamada de Mulher Empreendedora, irá oferecer durante 21 meses todo o apoio necessário para melhorar a competitividade dos pequenos negócios liderados por esse público.

Por meio do programa elas serão beneficiadas com palestras, oficinas, fóruns, seminários, consultorias, participação em missões empresariais, dentre diversas outras atividades. Nessas ações serão trabalhadas as habilidades dessas mulheres no âmbito do planejamento, finanças, marketing, negociação, liderança, gestão de tempo e comportamento empreendedor.

Podem participar empreendedoras que tenham uma ideia de negócio já formatada ou em fase de formatação/operação (candidatas a empresárias), mulheres que sejam microempreendedoras individuais (MEI) e empreendedoras que tenham microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP) constituídas em Sergipe e que tenham Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) junto à Receita Federal. No caso de empresa constituída, a participante deve ser proprietária ou sócia no contrato social e atuar na empresa ocupando posição de tomada de decisão estratégica.

 “ A nossa meta é estimular a geração de novos negócios, a formalização de empreendimentos e o aumento de receita das empresas atendidas. Além disso, buscaremos promover a inclusão dessas mulheres no sistema bancário nacional e garantir que elas ofereçam ao mercado produtos e serviços inovadores”, explica gestora do Programa Mulher Empreendedora, Mariana Araújo.

Processo de seleção

Serão destinadas 30 vagas, distribuídas da seguinte forma: dez vagas para candidatas a empresária, dez para microempreendedoras individuais e dez para microempresárias e empresárias de pequeno porte.

Para participar as interessadas devem realizar gratuitamente o preenchimento de um formulário no link https://forms.gle/eNTYrovYciQFjDnTA, disponível no site www.se.sebrae.com.br a partir do dia 02 de março, até às 23:59 do dia 08 de março de 2020.

Os formulários serão avaliados por uma comissão composta por empregados do SEBRAE/SE, que analisará as respostas, os dados fornecidos pelas interessadas e o nível de maturidade da iniciativa, de acordo com o porte de cada negócio, o que irá gerar uma nota final.

Em caso de empate entre as participantes, o desempate dar-se-á aplicando o tempo que a empresa foi constituída formalmente. No caso das candidatas a empresárias com formatação/operação de negócio, o desempate será feito pela análise da estruturação do modelo de negócio.

As empresárias que não forem selecionadas por conta do limite de vagas poderão ser atendidas por meio de outros eventos e capacitações voltados ao empreendedorismo feminino oferecidos pelo Sebrae ao longo do ano.

Empreendedorismo feminino em Sergipe

Um levantamento feito pelo Sebrae com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2018, revela que em Sergipe 95,8 mil pessoas do sexo feminino são proprietárias de um negócio. O número representa 34% do total de empreendedores do estado.

Essas mulheres optam pela criação de um negócio motivadas principalmente pela necessidade de obter uma nova fonte de renda ou adquirir sua independência financeira. O estudo mostra que a maioria delas atua na informalidade. Cerca de 2/3 das proprietárias de um negócio trabalha sem CNPJ. Além disso, dentre as quase 96 mil empreendedoras sergipanas, 87% delas atua por conta própria.